Homem decapita colega aniversariante e carrega cabeça pela rua em Minas

0
371

Um homem de 23 anos, que trabalha em um matadouro, decapitou um colega de trabalho, de 45 anos, e saiu caminhando pelas ruas da cidade de Frutal, no Triângulo Mineiro, no último sábado (31), com a cabeça do degolado. De acordo com o Jornal Pontal, o assassino tentou tirar a própria vida após o crime, mas foi impedido pela polícia.

Além dos dois, mais um funcionário do Matadouro Municipal de Frutal feriu-se na ocasião, este de 30 anos. De acordo com o boletim de ocorrência, os policiais encontraram o corpo de Fernando Gomes Ferreira, 45, sem a cabeça.

Ele trabalhava como motorista do matadouro, e atuava na entrega de carnes na cidade. No local, os policiais receberam informações de que o autor do crime, Mateus Henrique Machado de Souza, 23, vigilante do matadouro, estaria nas proximidades. O homem ferido foi identificado como Israel Nascimento Borges.

Ao encontrar Mateus, os policiais viram que ele estava ensanguentado e portava, em suas mãos, a cabeça de Fernando. O suspeito apresentava alguns ferimentos e, por isso, foi levado a um hospital da região, onde foi constatada uma lesão na coluna cervical, outra nos membros superiores e mais uma no maxilar.

Israel, que também ficou ferido e foi atendido no mesmo hospital, trabalha como entregador de carnes, junto com Fernando. Ele foi socorrido por populares e teve lesão abdominal. Segundo a PM, o autor do crime foi preso em flagrante, mas não pode ser apresentado à delegacia porque foi transferido para um hospital em Uberaba, também em Minas Gerais.

Discussão
Curiosamente, momentos antes do crime os três estavam comemorando o de Fernando, o degolado. Justamente na celebração iniciou-se uma discussão, quando, de acordo com testemunhas, mateus, o degolador, foi agredido.

Após o episódio, o assassino deixou o local e foi até o matadouro para trabalhar. Entretanto, Fernando e Israel foram atrás e aconteceu uma nova discussão, só que agora Mateus estava com uma faca, seu instrumento de trabalho, em mãos e com ela arrancou a cabeça de seu colega.

Testemunhas disseram que Mateus saiu com a cabeça da vítima e andou por cerca de 100 metros até a casa de um outro funcionário do matadouro, onde desferiu golpes de faca contra ele mesmo, tentando se matar, mas não teve sucesso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here