Prefeitura de Salvador autoriza retorno de treinos de futebol

0
278

Os centros de treinamento de futebol profissional de Salvador estão autorizados a reabrir. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (15) pelo prefeito ACM Neto. Durante entrevista coletiva realizada através de vídeoconferência, o gestor apresentou uma série de medidas do protocolo de retomada das atividades.

“Muitos estados e municípios já autorizaram a retomada das atividades. Um dos motivos pelos quais nós decidimos permitir a retomada dos treinos é que existem competições nacionais que podem ser retomadas, não neste momento, mas, sobretudo, o principal motivo é a avaliação nossa de que essa é uma atividade cujo risco de contaminação, uma vez seguidos os protocolos, é muito reduzido. O risco está bastante calculado, é bem limitado, e a gente sabe que os clubes profissionais, Bahia e Vitória, vão seguir essas regras porque ajudaram, inclusive, a construir essas regras”, afirmou o prefeito ACM Neto.

Os clubes poderão funcionar de segunda a sábado, sem restrição de horário. As atividades devem ser individuais, com distanciamento mínimo de 1,5m entre os atletas, comissão técnica e funcionários. Espaços fechados como vestiários, academias, rouparias e lavanderias não serão utilizados. Está vetada a presença de público e de profissionais de imprensa.

“Aquele coletivo em que se ensaia partida de futebol não será permitido”, pontuou ACM Neto. “O funcionamento estará restrito a 50% dos atletas e funcionários, inclusive comissão técnica, por cada dia de treino. Então, na prática, o clube terá que fazer um revezamento. Um dia treina metade, no outro dia treina a outra metade. Um dia com metade dos funcionários e no outro dia com a outra metade dos funcionários”, detalhou.

Antes da retomada das atividades, os clubes precisarão realizar testes de covid-19 em todos aqueles que voltarão a frequentar o centro de treinamento, bem como vaciná-los contra a H1N1. Além disso, haverá medição de temperatura todos os dias na chegada ao clube. Os atletas receberão um kit higienizado contendo copos descartáveis de água, isotônico, suplementação, lanche pós-treino, GPS e uma bola, que deverá ser de uso exclusivo.

“São regras muito rígidas. Estão entre as regras mais rígidas do esporte brasileiro, seguindo padrão internacional de medidas e cautelas em relação a evitar o contágio do coronavírus. (…) Todas as medidas previstas no protocolo geral valem para os centros de treinamento dos clubes profissionais. O mais diretamente afetado no momento é o Barradão, porque o Bahia treina em Dias d’Ávila, no CT Evaristo de Macedo, apesar de que o Bahia também nos ajudou a montar as regras, definir as estratégias e protocolos”.

Foto: Reprodução

DUPLA BA-VI

Poucas horas depois do anúncio feito pelo prefeito ACM Neto, o Bahia emitiu um comunicado oficial através das redes sociais do clube informando que as atividades na Cidade Tricolor serão reiniciadas na terça-feira (16).

“O Bahia está pronto para retomar as atividades no futebol profissional a partir desta terça-feira. O retorno aos treinos foi amplamente discutido internamente e somente ocorrerá após a anuência das autoridades públicas e sanitárias. O clube já vinha em conversas com as prefeituras de Salvador, Camaçari e Dias d’Ávila”, diz um trecho da nota.

Em nota, a prefeitura de Camaçari falou que aguarda a apresentação do protocolo para confirmar a liberação das atividades. “O clube combinou que apresentaria o protocolo nesta terça-feira, 16, à equipe do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), ocasião em que o documento será analisado para uma possível liberação dos treinamentos no CT do time. A prefeitura reitera a importância da implantação do protocolo para garantir a segurança dos jogadores e de toda equipe”, diz o texto.

O Bahia realizou a testagem de jogadores e funcionários para a covid-19 na última quarta-feira (10). Dos 81 que passaram pelo exame, dois atletas estão infectados pelo coronavírus, sem sintomas, de acordo com o clube, que não divulgou nomes. As atividades na Cidade Tricolor estão paralisadas desde 18 de março.

A última vez que o tricolor disputou um jogo foi há três meses, quando venceu o América-RN, em 14 de março, na Arena das Dunas, em Natal, pela Copa do Nordeste. O Esquadrão deu férias ao elenco durante o mês de abril. Depois disso, os jogadores seguiram em casa, treinando sob a supervisão de profissionais do clube, que passavam exercícios físicos diários.

Através da assessoria de comunicação, o Vitória informou que realizará os testes para covid-19 em jogadores e funcionários na terça-feira. De acordo com o clube, os exames ficarão prontos no mesmo dia e os treinos na Toca do Leão serão iniciados na quarta (17). As atividades no centro de treinamento rubro-negro foram suspensas em 17 de março. O clube deu férias coletivas em abril e realizou treinos físicos através de plataformas digitais nos últimos 45 dias.

A última vez que o Vitória disputou uma partida foi no dia 15 de março. Na ocasião, o rubro-negro entrou em campo com duas equipes. O já extinto time de aspirantes, que era treinado por Agnaldo Liz, perdeu para o Jacuipense por 1×0, no estádio Valfredão, em Riachão do Jacuípe, pelo Campeonato Baiano. Já o time principal, comandado por Geninho, goleou o River por 4×1, pela Copa do Nordeste, no Barradão.

JACUIPENSE

O centro de treinamento do Vitória também serve ao Jacuipense. A equipe de Riachão do Jacuípe já treinava em Salvador antes da pandemia e pretende retomar as atividades na próxima semana.

“Vamos providenciar vacinação e fazer a testagem. Vamos ter que adquirir os testes e, com os resultados, já queremos iniciar de imediato. Nosso planejamento é para tentar voltar na próxima semana. Temos essa parceria, já tivemos uma conversa com o Vitória e vamos fazer uma adequação com a disponibilidade dos campos”, afirmou o presidente do Conselho Deliberativo do Jacuipense, Felipe Sales.

Os 28 atletas do elenco vinham mantendo a forma física através de atividades enviadas pela internet por profissionais do clube. No entanto, todos os contratos foram suspensos no dia 1º de junho. “A gente pensou que duraria mais tempo, por isso fizemos a suspensão dos contratos. Agora vamos ter que retomar e vai ter que cancelar a suspensão”, disse Felipe Sales.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here