37,1% dos municípios da Bahia não têm acesso a rede de esgoto, diz pesquisa do IBGE

0
249

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE) divulgou nesta quarta-feira (22) os resultados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB), que compila informações sobre os serviços de esgotamento sanitário e abastecimento de água no Brasil. Os dados são referentes ao ano de 2017 e foram analisados pela reportagem do BNews.

Na Bahia, 155 dos 417 municípios, cerca de 37,1%, ainda não tem acesso a rede de esgoto no estado. Os números evidenciam uma pequena melhora em relação à última pesquisa, realizada em 2008, quando 203 municípios, cerca de 48,5%, não possuíam acesso ao esgotamento sanitário. No ano 2000, primeiro com números divulgados pela PNSB, o número de localidades sem esgoto era inferior à 2008: 44,6% não tinha acesso ao sistema.

Já em relação ao abastecimento de água potável no estado, em 2017, apenas um dos 417 municípios da Bahia não o possuía: Campo Alegre de Lourdes, localizado a 799 km de Salvador, fica na região norte do estado e faz parte do polígono da seca baiano. Em 2008, segundo a pesquisa, eram três os municípios sem acesso ao abastecimento de água potável.

Em nota, a Embasa explicou que só atende 368 dos 417 municípios do estado da Bahia e que Campo Alegre de Lurdes, por exemplo, só passou a ser atendido pela empresa no ano passado.

“O que a empresa pode afirmar é que, de 2007 a 2019, já investiu R$ 5,7 bilhões em ampliação e melhoria do atendimento de abastecimento de água e esgotamento sanitário nos municípios que integram sua área de atuação no estado, promovendo aumentos significativos na cobertura de atendimento desses serviços. O incremento no acesso aos serviços promovido pela Embasa em sua área de atuação foi evidenciado nos recentes resultados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB) do IBGE e nos comparativos com a PNSB de 2008”, afirmou.

No Brasil

Em todo o país, quatro a cada dez municípios brasileiros não têm serviço de esgotamento sanitário. Já em relação ao tratamento de esgoto no Brasil, apenas 62,8% dos municípios brasileiros destinaram corretamente o esgoto no ano em questão. Por outro lado, cerca de 99,6% dos municípios possuem abastecimento de água.

A região Nordeste, no aspecto de sistema de esgoto, teve seus serviços mais que dobrado nos últimos trinta anos, passando 26,1%, em 1989, para 52,7%, em 2017. Na região, são cerca de 13,6 milhões de domicílio sem serviço de esgotamento sanitário.

Ainda segundo o estudo, esses serviços são distribuídos de maneira desigual entre as grandes regiões do país. No sudeste, mais de 90% dos municípios possuíam esse esgotamento sanitário desde 1989, no Norte do Brasil essa proporção era de apenas 16,2% em 2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here