Dino revela que PCC levantou rotina de Moro desde janeiro

0
46
Moro era alvo de plano do PCC - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O ministro da Justiça, Flávio Dino, revelou que a  Polícia Federal encontrou provas da montagem de bunkers no Paraná para o sequestro ou armazenamento de armas que seriam usadas no(União Brasil). A declaração foi dada nesta quarta-feira, 22.

A Polícia Federal cumpriu uma série de diligências para desarticular um plano da facção criminosa PCC que pretendia realizar o atentado contra a autoridade, em ação feita no período da manhã.

“A investigação foi feita em defesa da vida e da integridade de um senador de oposição ao nosso governo. Não se pode pegar isoladamente uma declaração de ontem, ontem literalmente, e vincular a uma investigação que tem meses”, disse Dino, em declaração divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo.

A família de Moro (União Brasil) era monitorada desde janeiro por integrantes do PCC, segundo o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), de Presidente Prudente, interior de São Paulo.

“Sobre os planos de retaliação do PCC contra minha pessoa, minha família e outros agentes públicos, farei um pronunciamento à tarde na tribuna do Senado. Por ora, agradeço a PF, PM/PR, Polícias legislativas do Senado e da Câmara, PM/SP, MPE/SP, e aos seus dirigentes pelo apoio e trabalho realizado”, disse Moro, em publicação nas redes sociais nesta quarta-feira, 22.

Um segundo alvo do PCC  era o promotor de Justiça Lincoln Gakiya, que investiga a facção que atua dentro e fora dos presídios brasileiros, além de ter braços no âmbito do tráfico internacional de drogas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here